COMO FAZER MISSÕES?

 

INTRODUÇÃO:

A implantação de igrejas deve obedecer no mínimo, quatro aspéctos fundamentais: JURÍDICO, CULTURAL, ÉTICO, ESPIRITUAL. Cada um desses aspéctos é tão importante quanto o outro, se obedecidos, as possibilidades de sucesso serão sempre maiores. É importante observarmos que embora isto talvez não esteja bem claro na atuação da igreja apostólica, os fatores acima mencionados podem ser perfeitamente detectados a quando do envio dos primeiros missionários pela igreja primitiva. Os apóstolos via de regra procuravam também da parte chamada de jurídica, ou seja, o que diz a respeito às leis e a respeito às autoridades locais (At.13:31-16; 15:22,23; 16:3).

ASPECTO JURÍDICO:

Ainda hoje, a maioria das igrejas continua a fazer missões mais na base da emoção e improvisação, do sendo com razão e organização. Muitos missionários passam por problemas que poderiam ser evitados se pequenas e simples providências preliminares, quanto ao aspécto jurídico do estabelecimento primeiro de uma pessoa ao família em outro paiz, assim como do trabalho em si, fossem adotadas (antes) do obreiro sair do paiz. A maioria das igrejas (missionárias), preocupa-se mais com o culto de despedida, do que com a fixação do obreiro no lugar onde vai. O aspécto jurídico envolve todas as providências de natureza legal e organizacional que devem ser adotadas para que o enviado possa estabelecer-se em outro lugar, com reais possibilidades de sucesso.

Exemplo 1Quais as exigências que o pais “A” faz para admitir um estrangeiro, quanto a vistos etç. ? É possível entrar no pais “A” como missionário cristão?

Exemplo 2 – Qual a moeda em vigor no pais “A” ? De quanto precisa para manter uma família e um trabalho em si ? É possível fazer remessas de dinheiro ?

Exemplo 3 – Escolas nacionais aceitam alunos estrangeiros ? Sob que condições ? Qual é a equivalência escolar seguida ?

Exemplo 4 – É possível estabelecer-se um trabalho evangelistico ou é necessário usar outra estratégia ? Filantropia, etç.?

Exemplo 5 – Quais as exigências legais para registrar-se uma igreja, um ministério ou outro tipo de organização naquele pais ?

Estas perguntas se respondidas adequadamente antes do missionário e sua família saírem para o campo, evitarão problemas e muitas decepções.

ASPECTO CULTURAL

O aspecto cultural diz respeito a cultura de cada povo ou grupo social, com o qual se pretende trabalhar. O respeito a cultura pode conduzir a um sucesso mas rápido e um alcance mais abrangente. Não respeitar os valores culturais de um povo ou grupo social, reduzem as possibilidades de sucesso, o alcance do trabalho e quase sempre conduzem o obreiro ao fracasso.

IMPORTANTE: Não confundir cultura com tradição, nem aceitar como valor cultural aquilo que a Bíblia Sagrada, declara ser pecado contra Deus.

MISSÃO TRANSCULTURAL

Em rápida análise, nada mais é do que evitar aculturar-se, isto é: assimilar a cultura do povo para onde vai, assim como evitar impingir, forçar há culturas avançadas ou atrasadas, todas elas são iguais. O grande objetivo do missionário no estrangeiro, depois de ganhar as pessoas para Cristo, é transferir para elas uma cultura bíblica, cristã, substituindo os valores culturais que contrariam a Palavra de Deus, pelo seguir a Cristo como um valor e objetivo melhor.

Ex. As tradições da África quanto ao casamento, esposas, trajes etç.

As tradiçoes culturais de outros povos quanto aos usos e costumes, assim como ao uso moderado de bebidas, charutos etç.

IMPORTANTE: Cada país tem uma cultura eclesiástica diferente, relativa a ordem do culto, uso de véu, jóias, e adereços, roupas etç. Muitos por não respeitarem isso entram em choque com as lideranças locais, em valores que poderiam ser perfeitamente compreendidos, devido as diferenças culturais.

O QUE A BÍBLIA FALA SOBRE ISSO ?

Gn. 24 ( a história de Isaque e Rebeca, especialmente no princípio e no fim )Gn. 46:33,34 ; 1Cor. 11:13-16; 1Tim. 3:3-8, etç. etç.

ASPÉCTO ÉTICO

O aspecto ético diz respeito a ética bíblica e ministerial que deve ser obedecida quando alguém decide abrir um trabalho, implantar uma igreja etç.

Uma vez li a seguinte frase; A ÉTICA ESTÁ MORRENDO! Pode aparecer exagerada, no entanto não é. Esta frase infelizmente a dada dia que passa torna-se mais próxima da realidade. O desrespeito a ética ministerial e consequentemente a ética bíblica é maior e mais frequente a cada dia. Seja por parte de obreiros que invejam, desejam e querem tornar mesmo usando de métodos anti-bíblicos o lugar de outros. Seja aqueles que se aproximam de uma igreja já estabelecida ( e quase sempre caminhando bem) com ar de coitadinho, pedindo ajuda, para logo em seguida, por em dúvida a autoridade do pastor local, drenar finanças e muitas vezes dividir o trabalho.

COMO FAZER PARA EVITAR ISSO ?

Primeiro, ter convicção do seu chamado para o ministério em estrita obediência a vontade de Deus. Ter em mente que sucesso não se mede por uma grande igreja, mas sim por viver e trabalhar no centro da vontade de Deus. Finalmente, obedecendo princípios bíblicos fundamentais para a ordenação de obreiros, prova de chamada, preparação e envio para local determinado por Deus. Exemplo Lc.24:47-49 ; At.1:8; 6:3; 8:26, 13:1-3; Fp.2:25-27; 1Tm.3:1-12;Tt.1:5.

ASPÉCTO ESPIRITUAL

Diz respeito a chamada do obreiro, sua motivação, preparação, envio, necessidades da obra, qualificações seculares e eclesiásticas etç., etç. Não se ordena um obreiro por se gostar dele, ou por grau de parentesco, ou pelo mesmo ter um curso superior ou grau teológico etç. mas sim por indicação e chamada divina. A razão de muitos fracassos está nas origens da inclusão da pessoa na condição de obreiro. É isso que muitos líderes deveriam obedecer antes de indicarem e / ou porem as mãos sobre alguém, consagrando-o para a obra de Deus. Dt. 31:7,8,23; 34:9; Js. 1:1-3; Exemplo 1Reis 19:16-21; 2Reis 2:2,4,6,9,13,14; At.6:3; 13:1-3.

O aspecto espiritual foi colocado propositalmente no final desta dissertação, para mostrar que todos são interdependentes, seguir um e abandonar o outro, pode significar fracasso. Rejeitar qualquer um deles, é erro que pode custar o preço de muitas vidas, famílias, obreiros, recursos etç. Seguí-los é simples , objetivo, bíblico e divino, pois o nosso Deus é Deus de ordem, métodos, razão, disciplina, organização etç.

Breve biografia do Pastor Eliel Gomes da Silva

Brasileiro, Bacharel em Ciências Jurídias e Sociais pela Universidade Federal do Estado do Pará – Advogado. É mestre em Teologia pelo Living Light Bible Institute and Theological Seminar em Santa Ana – California – USA. Ministro do Evangelho ordenado em 1988 pela Convenção dos Ministros e Assembléias de Deus do Pará. Em 1988 iniciou seu trabalho missionário em Moçambique ligado às Assembléias de Deus a trabalhar naquele paiz em guerra civil. A partir de 1994, dedicou-se ao ministério apostolar, implantando, organizando e fundando igrejas em Moçambique, contando atualmente cerca de 30 igrejas. Dedicando-se inteiramente ao ministério da Palavra em África e ao redor do mundo, minist4rando seminários e conferências, especialmente nas áreas de Mordomia Cristâ, Missiologia e Escatologia

 

Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.